guerrero_28jan2017_flaimagem_cortada
Na goleada do Fla, indícios de um Zé Ricardo livre
January 29, 2017
6a1ced72-5dff-42a5-8601-ba507a2ccbb6
Diego assina com Yes, patrocinadora do Clube
January 30, 2017

É só um começo

untitled-1

Depois de dois resultados negativos em amistosos o Flamengo entrou em campo sob suspeitas da Fla Twitter e sua milícia virtual. Suspeitas de que Rafael Vaz é na verdade uma baiana de escola de samba disfarçada de zagueiro. E de que Márcio Araújo não tem pacto com o canhoto, na verdade ele é o Mochila de Criança em pessoa e jamais sairá do time porque numa encruzilhada assinou um pacto de sangue com Zé Ricardo. Onde Zé aprendeu a tocar guitarra e um esquema tático só que repete até a exaustão com a presença do camisa 8 em todos os jogos.

Bem, vamos ao jogo. A surpresa de Adryan e de Rômulo foi muito boa porque os dois entraram em campo com vontade de mostrar serviço. E o que esperar de Trauco? Para mim ele não é nada além de um lateral regular. E confesso que também não morro de amores por Jorge. O acho técnico, mas não tem a cara do Flamengo, tem cara de jogador sem sangue, frio. Sua saída não me abalou. Time em sua nova formação com Mancuello (aleluia) lutava para encontrar uma nova forma de jogar. Em certo momento os dois zagueiros do Flamengo estavam no  campo de defesa do Boa Vista pressionando o time de Papai Joel. Guerrero seguia duelando com a bola e as canelas. Diego girava pelo campo tentando encontrar espaços. Até que certa hora Trauco domina na intermediária e cruza para Guerrero marcar. Alívio. Mas aí vem o empate e nas costas de Trauco. Para ser sólido, o time precisa de laterais que saibam marcar. Porque tanto Vaz quanto Réver são lentos. E a saída de Caipora Araújo nos tira um volante que é leve. E ainda não sabemos se Trauco é capaz de marcar.

Veio o segundo tempo e com ele outro time. Diego e Mancuello trocavam de posição, os jogadores se revezavam e circulavam o campo. Guerrero fazendo pivô com perfeição, tivemos a felicidade por uns 30 minutos. Mancuello enfiou uma bola espetacular para Trauco que entrou em facão pelo costado da zaga Boavistina (lindo isto hein? Lembrou João Saldanha). E gol do Flamengo.

Vejam, as vezes a providência faz coisas que não acreditamos vir para o bem, mas o destino ou Deus tem outros planos. Adryan se machucou e Zé Ricardo sem opções cretinas no banco como Gabriel, por exemplo, colocou Rodinei como ponta direita e empurrou Mancuello para esquerda. Acertou o time. Rodinei é uma locomotiva para atacar, saúde, disposição e qualidade de cruzamento como a muito não víamos no Flamengo. O Boavista sentiu a pressão e levou mais um gol com cruzamento preciso de Rodinei. E no final Diego teve seu esforço recompensado com um golaço numa assistência de Trauco em jogada que começou com Mancuello.

Há esperança de um Flamengo melhor. Mas meu receio é a torcida não ter paciência para que ele se apresente, porque vai demorar um tempo até acertar. Mas o fato de Zé Ricardo ter inovado foi no mínimo a fresta de luz que precisamos para ter um time realmente campeão. Por enquanto foi só o começo do campeonato. E o começo do fim da saga de Márcio Araújo no meio. Oremos pois a qualquer momento o Caipora pode retirar o contrato de sangue com Zé Ricardo da gaveta e voltar ao time.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *